sexta-feira, março 17, 2006

Doce pássaro da juventude

Doce amor da juventude, perdoa-me porque as correntezas das paixões carregam-me de um lado para o outro.
Neste momento eu devo entregar-me sem tentar entender o que acontece no meu coração.
Mas quando estas correntezas enfraquecerem, este doce amor irá permanecer.
E mesmo que tudo acabe, basta que o amor sobreviva e eu sobreviverei também.
Entretanto, se tudo permanecer menos o amor, o Universo passará a ser um estranho para mim.
O amor muda como as folhas das árvores no outono.
E se eu for capaz de entender isto, serei capaz de amar.

Emily Bronte

14 comentários:

Joca disse...

não é no amor que reside a razão de entender a vida, mas concordo que ajuda...

bom fim de semana

Freyja disse...

gracias por tus saludos, tienes un espacio lleno de sentimientos.
gracias por tus palabras, son esas pequeñas cosas que hacen la vida, con todo, desde la alegria y la trsiteza, pero siempre buscando la esperanza en todo lo que se hace.
un abrazo y un lindo fin de semana

besos y sueños

Å®t_Øf_£övë disse...

Porquê,
Dizias tu há algum tempo:
"sei que só com um novo amor se mata outro..."
Todos de uma forma ou de outra precisamos de viver o amor, porque o amor é das coisas mais ricas que temos nas nossas vidas.
Podemos ter tudo, mas se nunca tivermos amado ou sido amados, passamos ao lado da vida e nada nela fará sentido.
Por isso para sermos verdadeiramente felizes, temos de saber amar, e de nos deixarmos amar.
Beijinhos.

Paty disse...

"O amor muda como as folhas das árvores no outono.
E se eu for capaz de entender isto, serei capaz de amar." É verdade o amor muda como as folhas de outono, uma vez li algo que dizia que o amor nem sempre é preto e branco, temos que perceber que existem diferentes sombras ou tonalidades de cinzento. E temos mesmo que aprender a viver com essas cores, parar, escutar o nosso coração e não ter medo. Como as estações do ano: primavera é vergonha, descoberta do sentimento, verão é entusiasmo, excitação, amor fogoso, outono é icerteza, é insegurança, crise...inverno solidão, frieza!
Se tiveres consciência disso podes tb saber como agir na hora certa...e não deixar morrer o amor!
Anyway, tristezas à parte...este texto deixou me a pensar...será que o amor anda de novo no ar? ;) Ficava muito feliz que sim...tu mereces sem dúvida. Beijos

vero disse...

Olá Querida...
Sim continuo a sofrer, mas de uma maneira mais calma... quando se ama verdadeiramente, é complicado, mas eu tb sorrio e nao deixo de viver a vida e de aproveitar as coisas boas k ela me dá... mas na escrita, solto as minhas mágoas...
Beijinhos***

pensamentos disse...

Olá,
Já não vinha aqui há muito tempo, mas vejo que estas com outra atitude... É bom saber...

Beijinhos

Paty disse...

Porque?
Oh minha querida que bom, que feliz que fico só de saber que estás muito melhor. Agora é sempre bola para a frente ;) vais ver que a vida te vai sorrir e muito!
Quanto a mim...pois aos poucos estou a chegar lá, a história já está a ser ultrapassada e apesar de não parecer, a minha vida está a andar para a frente e neste momento estou a aprender a pensar mais em mim e naquilo que desejo. O facto de premanecer em casa não ajuda sabes, mas de cabeça erguida lá chegarei. Tb te tenho como uma amiga e a empatia e reciproca....oxala essa viajem te traga muita felicidade, paz, tranquilidade e td o que mereces. Não fujas...quero saber ao menos que estás feliz! Beijos

Å®t_Øf_£övë disse...

Porquê?,
Vim ver se finalmente já nos tinhas revelado as tuas manias, mas ao que parece ainda não.
eh eh eh
Beijinhos.

BlueShell disse...

ADORÁVEL!
BShell

terragel disse...

PORQUE? Por que me ambandonastes? Sinto aqui o climaxe da urgencia de construir certos sentimentos, como saudade, anciedade, alguns lamentos, muitas desilusões. Essa infelizmente é a vida, é assim que podemos chegar no fim de nossa vida e dizer " eu tentei fazer o melho do jeito que eu conhecia" e essa trnquilidade é que nos movimenta é que nos impulciona. Desejo de coração que tu conheças a tranquilidade amorosa que mereces.
Bjs

Freyja disse...

las estaciones que vivimos siempre nos dejan algo y nos hacen crecer.
te dejo mi abrazo y muchas gracis por tus saludos tan lindos
que sea una bella semana

besos y sueños

Visible Silence disse...

"Neste momento eu devo entregar-me sem tentar entender o que acontece no meu coração."... não é o que fazemos todos quando amámos???

"O amor muda como as folhas das árvores no outono."... poderia ser de outra maneira??? Nós... os amantes... também não mudamos ao longo de uma vida???

"E se eu for capaz de entender isto, serei capaz de amar."... se entenderes isto, amiga... serás a única do mundo... e muito feliz porque viverás o amor em pleno...

Gostei... de sentir que as tuas palavras de amor estão mais doces... mais suaves... mais esperançosas...

Como é bom saber-te no meu cantinho sempre presente... mesmo que a minha assiduidade não seja a desejável...
Obrigada, por não desistires de mim e pelo teu carinho.
Fica bem... o amor terá sempre algo para ti...
E eu terei sempre o meu carinho e beijocas para te oferecer... bem como a minha presença aqui :):)
Aparece por lá... vem conhecer as minhas manias em resposta ao desafio do Art. E as tuas??? Estou curiosa...
Beijocas carinhosas

Å®t_Øf_£övë disse...

Porquê?,
A Visible tem razão. Para quando as respostas ao desafio que te coloquei?
Vá lá, nada de preguiças.
Beijinhos.

Joca disse...

Boa noite....